sábado, 22 de dezembro de 2012


E quem disse que entrar o ano novo sozinho é ruim?Quem disse,garota?Preste atenção: toda vez que eu viro um calendário novo sozinho, me mostra que eu venci um ano por minhas forças e que eu sou capaz de seguir o próximo sem precisar dependurar nos outros pra que isso aconteça.Me mostra que eu tenho força pra vencer as rasteiras que a vida me dá e levantar novamente,secar as lágrimas e colocar o que o meu rosto tanto gosta : o sorriso, e assim seguir em frente.Me mostra que mesmo que os outros olhem e pensem que eu estou sozinho,eu vejo que Deus me dá a mão pra atravessar mais essa ponte.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Amor entre aspas e coração entre parentese. Será quando vão passar a acreditar no que realmente é verdade e parar de florir o que não existe?

Cruzando com você


O que é pra ser, é. Não vai adiantar você se enganar, muito menos eu dizer que já superei e que com esse ou aquele vai ser feliz. Não é assim. Não vai ser assim e nós sabemos muito bem disso. Você pode ir hoje, mas amanhã voltará. Ou eu vou atrás se assim preferir. E eu vou achar você onde quer que seja. Afinal, você vive dentro de mim sem ao menos saber.
Ouvi dizer da boca de terceiros que você, hoje, é mais feliz e esbanja sorrisos como outrora não acontecia. Eu me pergunto: Será mesmo que é tudo realmente sincero? Afinal,quem rotula felicidade abre peito à tristeza e nós sabemos que dentro daquelas quatro paredes a felicidade reinava. Eu sim conheci o sorriso sincero e o gozo de dias bem vividos ao seu lado.
O que sobra aos meus sucessores, o que resta de você é muito pouco. Tem mais de mim consigo do que comigo e vice-versa. E nós sabemos que suas manias nunca serão as mesmas sem os meus defeitos e erros, que seus beijos não serão os mesmos depois que eu parar de cobrar “mais emoção” e que seus dias não serão os mesmos quando eu parar de visitar o teu sorriso.
Mas é bom você ir. É bom experimentar de outros “licores” do que não o verdadeiro amor. Puro. Mas no fundo eu admito que,olhando assim, meio de lado, que não é tão bom assim. Você não é tão bom sem mim e eu,eu não existo sem você.

domingo, 14 de outubro de 2012

Eu desabafo quando desabo nas palavras...


Eu passo cada segundo do meu dia tentando ser indiferente a você e diferente de mim mesmo. Você fala e a voz doce me faz quebrar promessas, frascos de perfume e beijos molhados. Eu to de partida, malas prontas, coração no ponto. Eu sei que você não acredita e que pra você é só mais uma forma de aparecer. Eu saio irritado depois de um “tchau” meio “adeus” que eu não queria nunca dizer. Você fica para trás com uma resposta que eu não queria ouvir, que pra você não importa mais.
Mas sabe, nada pode ser pior e mais difícil do que isso que eu to vivendo há tanto tempo. Creio que se a dor for pouca, eu nem vou sentir. Sabe como é, não é? Coração calejado já não sente mais carinho manso.
Você foi o melhor tratamento que eu já dediquei a alguém. Seguindo a linha certa de raciocínio, deveria também eu te tratar mal. Até por que, o que você fez para ser melhor que os outros?
Acontece o que não devia: eu não consigo ser frio assim!Mas isso vai mudar. Eu não vou mais dar o melhor de mim pra quem só sabe ser resto, lixo, farelo e sobras. Eu não vou mais continuar correndo atrás. Acostumado muito mal você foi. Agora, eu vou fazer essa página virar e você, você vai ter que desacostumar.
Hei, eu tinha tanto medo de te perder. Tanto medo de ficar sem você que agora isso virou um objetivo de vida. Se isso for arrancar você de mim, mesmo que leve junto tudo o que eu tenho, mesmo que arranque todo sentimento que seja capaz de nutrir ainda, vale o preço. Sabe por quê?
Eu to infeliz pra caramba. Nada de demagogias ou drama. Eu to mesmo muito infeliz.
Falta sentido em tudo ao meu redor. Falta graça, falta prazer. O que eu faço agora?  O que eu faço com esse vazio aqui dentro? Aonde eu me jogo? O que eu faço?
Eu deito na minha cama, e só choro. Só isso que eu sei fazer nessa minha vida infeliz... Chorar e chorar. Eu olho pro céu pela janela do meu quarto e só vejo escuridão, as estrelas não aparecem mais pra mim. A Lua não brilha mais… É tudo negro e triste.E pensar que tudo que eu tinha quando não estava contigo era o brilho, o esplendor e o amor da lua.
Não me chame de maluco,não...Isso eu não sou. Só me escute. Só me escute: eu to infeliz. 

Desapego

Repousa sobre os montes.
Verdes campos da esperança
a solidão que minutos antes pertencia
àquele cujo amor foi maior que ele.
Cujo brado final deu fim
a uma saga,um triangulo,uma melodia.
E também a uma mágoa.

Repousa no gélido e frio chão
a poesia,o poeta e a canção.
Sabe-se que verte o puro sangue,
de família simples que o coração do rapaz
fez nobre por amar mais os outros que a si mesmo.
Jorra feito fonte do pulso que foi forte
mas que a lâmina,tal qual o amor
foi capaz de ferir,liquidar e destruir.

Desculpe a minha fraqueza,
ó moça simples de coração da nobreza,
mas eu já não aguentava mais.
Me entreguei ao pó,cujo coração não desfará e só.
Nada de choradeira e muito menos despedida.
Esse repugnante verme,nesse momento, deu fim a vida.




terça-feira, 5 de junho de 2012



Vocês sabem o quanto eu sou chato com músicas e tal.Até porque acho que cada um gosta da letra que o faz lembrar de alguma coisa.Porém,dessa aqui eu gostei bem! Chama-se Inimigo no espelho-Kakal Chaves.
Super recomendo!

'Quem sabe ainda haja tempo de ser um herói...'

segunda-feira, 4 de junho de 2012

E se você gostasse mesmo não estaria procurando defeitos para justificar o término mas sim, qualidades que o fizesse voltar atrás.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Detesto gente intrometida. Detesto o fato de entrarem no seu sofrimento sem seu consentimento e querer transformar tudo sem o nosso consentimento.Odeio amizade forçada e o ‘puxar assunto’ com todo mundo pra fazer média.Só odeio mesmo essa política de muitos amigos porque,na verdade,quem tem tantos assim,não tem nenhum.

Talvez eu seja assim por preferir ficar só,porque o meu riso me entende mais que mil seres humanos.Normais.Eu,insano.

sábado, 28 de abril de 2012


‘E eu vivo essa inconstância de ser quem você quer que eu seja,mesmo sem você mesmo saber.Porque,no fim,nem eu nem você sabemos o que queremos como molde pro outro.Nós só sabemos,que juntos podemos descobrir.’

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Não suporto quem fica curtindo a dor.Pra mim não tem essa de ficar velando sofrimento.Caiu?Levanta.Sacode a poeira grudada na barra da saia e vamos dançar novamente.Porque,meu bem,quem se priva de ser feliz,acaba se prendendo na tristeza de modo que jamais conseguirá sair dela.O mundo foi feito pras alegrias.Se fosse para a tristeza,não existiria luz.Levanta porque o tempo passa!

quinta-feira, 1 de março de 2012


É simplesmente impossível continuar fingindo que tá tudo bem e que hoje eu sou a pessoa mais feliz do mundo.
Me cansei de continuar distribuindo sorrisos enquanto meu mundo desaba aqui dentro. Cansei de fingir que você é página virada quando é página única,sem chance pra virar ou simplesmente arrancar.
Sei que já tem outra pessoa no meu lugar e sei também que , o que ela sente não chega aos pés do que eu sinto.
Será mesmo que ela é capaz de satisfazer os seus anseios?
Pois é, meu erro foi ter me tornado essa metamorfose inconstante pra tentar me encaixar em você sem saber, sem sequer permitir, dar espaço pra que você se moldasse em mim.
O nosso erro é achar que todo príncipe tem como herança os sapos e que , toda princesa , está acima de qualquer suspeita.
E eu continuo a confiar, sem sombra de dúvidas no que você dizia sentir, me iludir.
Enfim,Eu sei sim onde te encontrar. Porém, pedi que você viesse até mim porque já me sinto sem força suficiente pra escalar outro monte,desvendar outro caminho e ao chegar ao "pico", me deparar com outra bandeira a não ser a que regia o sentimento tão perfeito que nutrimos um pelo outro.
Afinal de contas,lembramos de quem marca mas só amamos quem de alguma forma fica. Então, se não for do teu agrado ficar, me ensina a te colocar pra fora porque, espontaneamente, eu não posso e nem quero fazer isso.

PS: Desculpa esse novo apelo.é que hoje o tempo resolveu parar bem no meio de mais uma das minhas crises.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012



Tá. Eu sei que parece chatice e é bem idiota da minha parte, mas eu só vim aqui pra dizer que te amo muito e que a cada minuto que passa eu sinto ainda mais sua distância.


Eu vim mesmo pra dizer que essa saudade já tá me irritando e que eu sinto falta do seu cheiro doce, do seu cabelo molhado, do seu corpo suave como quem acaba de sair do banho. Sinto falta da tua cara de quem acabou de acordar e do gosto do spray de uva que você usava pra deixar teu beijo ainda mais gostoso. Eu sinto falta dos sonos mal dormidos à tarde, das tuas brincadeiras bobas, das nossas brigas que sempre terminavam em beijo e de te ver todo preocupado em arrumar a casa. Dos sustos que tomávamos quando ouvíamos passos e de te contar os meus segredos sem sequer pestanejar porque eu sempre soube que em você podia confiar.



Eu sinto falta porra!



Das tuas ligações canseiras, da tua cara de 'tô nem aí' quando eu tentava fazer ciúme, dos filmes agarradinhos que eu sempre sentia medo e até de ficar meio abandonado no MSN.



Enfim, você era eu e eu, sem dúvida alguma, era inteiramente você. Do respirar ao piscar dos olhos. Do transpirar ao cair da lágrima.



E, pra falar a verdade, tá muito difícil viver sem o meu tudo, sem minha razão.



Então, se puder, venha falar comigo. Coisa pouca. Coisa de um 'oi' , só pra eu ainda sentir o soar do timbre da tua voz aqui dentro e tentar me manter em pé, sem ter você pra me apoiar.



Mas vê se vem depressa porque dor de amor mata (e bem rápido). E eu juro que não queria morrer sem sequer sentir o toque da tua voz nos meus ouvidos ou sem saber se você ainda se lembra que eu simplesmente existo.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012


Acredito naquele que me amou mesmo quando eu já não me amava.Acredito naquele que,mesmo no alto do madeiro,me amou tanto ao ponto de deixar derramar sua última gota de sangue em meu nome.Acredito,simplesmente.

O amor os movia.Nada mais bastava até que a tal da confiança resolveu assombrar.Ele tinha medo de perder quem tanto lhe marcava o peito.Acho que por não saber dividir ele o perdeu.Perdeu aquele que fazias suas tardes,mesmo sonolentas,mais felizes,aquele que fazia de cada discussão o recomeço mais apaixonante.Porém ele sabia que se havia perdido,talvez por fraqueza ou medo,desânimo ou derrota,havia perdido pois o outro nunca lhe pertencera.


As vezes o impulso me move e,mesmo sem querer,por livre e espontânea pressão me repreendo e me arrependo.

Tenho medo de perder certas pessoas que marcam minha história .Porém sei que se as perco é porque nunca me pertenceram.Vivo as minhas experiências e busco aprender também nos meus erros.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012


Pensei que você seria mesmo só uma farsa, só mais uma mentira na minha vida. Mas, mesmo assim, eu quis que esse pensamento fosse embora e que você me fizesse mesmo feliz.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012


Que as lágrimas me lavem.Ou te manchem.
Eu juro que pedi.
Não foi uma,nem duas...'Ne me quitte pas'...
Você não escutou sequer o brado que ecoava do meu peito.
E foi embora.
Sem sequer avisar,sem sequer dizer 'adeus'.
Vivemos todos de momentos.Nosso momento foi quase perfeito,inocente e bobo.
Mas tudo que é bom se encerra não é?!
Então vai...
Viva feliz o seu Kalendis lanuariis.