terça-feira, 30 de novembro de 2010





Trecho do livro – Água Viva


Aquilo que ainda vai ser depois – é agora.

Agora é o domínio de agora.

E enquanto dura a improvisação eu nasço.

E eis que depois de uma tarde de “quem sou eu”

e de acordar à uma hora da madrugada

ainda em desespero

- eis que às três horas da madrugada acordei

e encontrei-me.

Fui ao encontro de mim.

Calma, alegre, plenitude sem fulminação.

Simplesmente eu sou eu.

E você é você.

É vasto, vai durar.

O que te escrevo é um ”isto”.

Não vai parar: continua.

Olha para mim e me ama.

Não: tu olhas para ti e te amas.

É o que está certo.

O que te escrevo continua

e estou enfeitiçada.”

Água Viva

Clarice Lispector.


sábado, 27 de novembro de 2010




Saboroso Infortúnio de Amar

Durante a minha vida, pobre e fútil vida,

Durante os meus dias

Procurei e desejei amar, verdadeiramente amar.

Pensava que o amor, amar, era sinônimo de alegria;

Mas não, hoje vejo que o mesmo nada mais é, que a dor.

Sim. Amar é entregar os seus dias ao outro

Ate que este outro sugue tudo que há em ti...

Até que seu coração... Chore...

Não com lagrimas comuns...

Mas com a dor que pulsa e corta,

Transformando o choro em... Não sei ao certo...

Não [há explicação]

Apenas dói e é amargo.

Aperta, machuca e sufoca...

Mas ao mesmo tempo torna-se um doce e

Saboroso gosto que jamais deixara de ser amargo.

Querido, a ti dedico o mais puro e verdadeiro amor

Aquele que me mata e consome os meus dias,

Aquele que aos poucos dilacera o meu coração

Que me fazes passar noites em claro lamentando sua fria ausência

Porque ainda e sempre te espero, e esperar

é saborosamente dolorido

Porque amar é sofrer

E sofro choro amargamente saboreando este amor

E nado contra o vale escuro e tenebroso

Do impossível, que me diz – Esta tudo consumado!-

Nego-me a esquecer-te, mas afasto-me

Porque te amo, e amando-te choro

Porque... No mais profundo do âmago te tenho e tendo-te

Descobri o amargo saboroso significado de amar.

Glaysiani Silva

Não penses apenas viva!

E de repente a magnitude da vida nos mostra que algumas escolhas feitas nunca são perdidas. É estranho pensar no modo como ela segue você tem duas opções e às vezes nenhuma lhe serve, ou, as duas são o que você espera.

O que sei é que não há tempo a se perder, o tempo não para, nem volta e certas oportunidades não devem jamais ser prescindidas por um ‘preciso pensar’.

De tempo a tudo, mas não espere nada [certas oportunidades não batem duas vezes a porta]

Não tenha medo, mas não se arrisque sem medir as conseqüências;

Tenhas coragem, mas não se submeta aos escarcéus...

Apenas Viva!

Sinta o leve frescor de uma brisa,observe as folhas que caem , crie seu próprio outono. Fique NU de todas as receitas que te prendem ao perfeccionismo do medo. Todavia, tome cuidado!Coragem não é libertinagem...

Apenas viva, sem formulas, apenas observando o pôr-do-sol, ouvindo o som do mar em uma conchinha.

Glaysiani Silva

segunda-feira, 22 de novembro de 2010






Poesia sem titulo


É isso, talvez seja isso, a única maneira

De te ter por perto.De sentir com toda

intensidade o que significa amar.


Amo como quem sente a falta de um novo amanhecer...

Sim eu te amo,tu te transformastes em Adonis na minha vida.

Os relances em que te vejo

Sacia a minha sede ….


E a tua ausencia alimenta este inferno de te amar.

Enquanto viver,carregarei comigo a frustada

esperança de te ter um dia


Glaysiani Silva

terça-feira, 16 de novembro de 2010




Infernavelmente Amo-te


Queria não pensar em você

Gostaria de nunca ter-te reencontrado

Desejo profundamente que

Este sentimento se afogue na memória

Mas não... Meu saboroso inferno é amar-te

Todos os dias em breves momentos

Desejo no meu mais profundo esquecer-te...

Mas é inútil, como posso lutar

Com um sentimento maior que eu

Como posso agir assim, se somente a

Tua ausência conseguiu causar

Uma Evasão em mim;

Mesmo que as pessoas, os dias...

E todos os dias e os astros da metafísica

Mostrem-me que tudo não passou

De breves segundos;

Insisto em te encontrar, eu finjo

Que ainda não teve fim.

Enquanto vida tiver, enquanto respirar

Viverei na esperança...

Ansiosa esperança de um breve encontro

Mas,só senquanto respirar vou me lembrar de você

Glaysiani Silva

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Não passa de um sonho...

Penso que talvez nos apaixonamos sempre.
Sempre que olhamos para a pessoa dos nossos sonhos pela primeira vez,
e mesmo que a razão naquele momento
diga que estamos errados,e passamos a lutar
sem vontade de vencer.
Contra nós mesmos,contra esse instinto.

Mas chega outro momento e nos deixamos vencer
por uma emoção maior que nós mesmos.
E nos entregamos,sem medo da felicidade
sem medo de ser feliz.

Sim,eu te amo,como nunca amei alguém
e justamente por isso te deixei partir
porque se ficasse.nosso,meu sonho
tornar-se-ia realidade,
vontade de possuir,desejar que sua vida fosse a minha.

Enfim de todas essas coisas que transformam o amor em escravidão...
O melhor é o sonho.
O melhor é você ser meu sonho
nada a mais,nada além.


By: Guh Lops

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Sonho distante

Palavras soltas ao vento.
Eu precisava dizer e ela,ela merecia escutar.
Por que é tão difícil,
tão complicado conhecer o verbo amar?

Possuo,mas não me deixo possuir
Sou sonhado mas já não sonho.
Prefiro o silêncio das lágrimas ao barulho cruel,
barulho incessante,irritante da fechadura desse coração.

Reluz o sorriso,
Transpassa a alegria.
O que realmente existe,não existe.
Se esconde,se mistura,se camufla.
É inconstante,é ilusório.

Porque,se assim não fosse,
Talvez acreditasse que tudo era pra sempre.
E não é,é parte de um sonho,
distante mas que ama,que sonha.
Distante,sempre distante.

VOLTANDO AS MINHAS CRIAÇÕES E MEUS POST'S
By: Guh Lops

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Viver se resume...

É estranho pensar na seqüência de fatos que pertencem nossas vidas... Mesmo porque, viver é a ação mais estranha de nossos dias, viver requer mais do que um coração pulsando no peito, sim isso mesmo, aquele coração cuja biologia consegue explicar detalhadamente.

Eu acredito que viver é alcançar sonhos, sorrir pelas e para as coisas simples do dia. È fugir de convencionalismo, sim, isso mesmo CONVENCIONALISMO, aquele mesmo, familiar social, que te prende a regras, tira sua liberdade, escolhe teus amores e dita a felicidade.

Mesmo porque ser feliz é o meridiano da vida, e o amor é a mais bela parte integrante, este não pode ser ditado, deve ser sentido, vivido, ele enche os teus, meus dias, nos faz suspirar, perder o caminho de casa, cometer loucuras...

E como nessa seqüência de fatos o passado não volta nem se muda, há sempre uma duvida a se pensar... Ah!Sei lá!Chame como quiser o que importa é saber o nome que se da quando seu segredo mais profundo, aquele causador dos seus sonhos, de suspiros... Volta... E se realiza como desejado, seria o destino... (se é que ele existe) ou a felicidade apenas mostrando que o amor é uma pauta que jamais ficará no passado, e que VIVER se resume apenas a este sentimento.

Glaysiani Silva

13/10/2010

Por motivos justificáveis,gustavim passará um tempo sem postar!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Ilusório...

Os teus olhos falam demais, assim como os meus...

Mesmo que eu tente não consigo decifrá-los...

São sufocantes... Fugir, talvez seja a solução...

O diabo foge da cruz e eu... Dos teus olhos...

Os mesmos olhos que geram petrificação...

Que remetem aos sonhos e delírios com saudosas doses incertezas...

E vistos de um anglo trazem... angustia ?

Não. São apaixonantes, o medo a confusão traz um desejo incessante de investigá-los....

Há um enigma a ser descoberto, me encanta este ar de mistério

E eu, preciso entendê-lo...

É impossível não pensar no que posso encontrar dentro deles.

E quando penso e procuro entender, a única visão que tenho

São das tárvidas e áureas manhãs que com o tempo

Foram levadas, porém jamais esquecidas...

E por trás deles o brilho dos teus olhos de tão longe, perto,

Sua voz volta como as correntezas do oceano...

E rapidamente com o vento do norte são levadas

Para novamente se perderem no tempo...

Até que a fatalidade do destino nos entregue novamente a mercê do acaso

Glaysiani Silva


Obrigado a essa grande amiga por nos dar a honra de postar mais um de seus trabalhos!

by:Guh Lops